Um edifício para a cidade do futuro

23 \23\UTC dezembro \23\UTC 2010 at 15:28 Deixe um comentário


         O projeto das cidades sustentáveis do futuro, na Espanha, passa pela estruturação dos centros urbanos com edifícios de alta eficiência energética. Nesta linha, a União Europeia aprovou, no último mês de maio, uma lei que obriga os governos do continente a construir, a partir de 2020, edificações auto-suficientes energeticamente e com consumo nulo de energia.

         A normativa é pioneira e se une à tendência do setor construtivo de empregar materiais com componentes de baixa emissão de carbono para baratear o custo de operação do edifício com sua eficiência energética. A corporação tecnológica basca Tecnalia progrediu nessa área, criando um empreendimento inteligente que, através de 800 sensores distribuídos pelos quatro prédios que o compõem, é possível coletar informações relacionadas a parâmetros elétricos e térmicos da edificação. Uma tecnologia inovadora que permite monitorar em tempo real todas essas variáveis para minimizar o consumo de eletricidade e para encontrar soluções voltadas à redução da demanda de energia.
 
            O projeto começou em 2007, quando os responsáveis pelo departamento de construção do centro tecnológico viajaram a vários países europeus e norte-americanos, onde puderam comprovar a implantação desse tipo de instalações sustentáveis dotadas de consumo energético nulo. “Vimos que esses países já implantavam a tecnologia e pensamos em aplicá-la aqui, para apoiar a pesquisa no campo da energia nas edificações”, explicou José María Campos, especialista em eficiência energética e um dos responsáveis pelo projeto na Tecnalia. Recentemente inaugurado, o empreendimento Kubik, como é chamado, possui 800 sensores nas áreas interna e externa que são capazes de gerar um grande volume de informações relacionadas a valores térmicos e energéticos. Os medidores ficam na parte interna do prédio e estão programados para medir a energia produzida no edifício em kW/m².

 Fonte: El Mundo

Entry filed under: Sustentabilidade. Tags: .

Buraco da camada de ozônio sobre a Antártida é o menor em 5 anos Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFSs

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter


%d blogueiros gostam disto: