COP 16 dá início aos trabalhos

2 \02\UTC dezembro \02\UTC 2010 at 13:19 Deixe um comentário


A 16º conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas (COP-16) teve início no dia 29 de novembro de 2010, em Cancún, México. Ao todo, serão 12 dias de conversações destinadas a dar continuidade às negociações do ano passado que ocorreram em Copenhague, na Dinamarca. Dos 192 países-membros da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, 132 compareceram na abertura.

De acordo com o presidente mexicano Felipe Calderón, o México é um dos países que mais sofre com os efeitos das mudanças climáticas. Calderón referiu-se à grave temporada de chuvas e furacões que o país sofreu este ano, além de enfatizar sobre a seca ocorrida em 2009, dita como a pior dos últimos 50 anos. O presidente ainda ressaltou que “as mudanças climáticas são fenômenos que atingem os mais pobres e os tornam ainda mais pobres”.

Felipe Calderón também acrescentou  que é possível reduzir as emissões de gases de efeito estufa, e ao mesmo tempo, contribuir para o desenvolvimento sustentável. Ilustrando a afirmação anterior, os projetos da Sustainable Carbon podem ser mencionados como exemplo, principalmente os realizados em cerâmicas, que têm como principal objetivo integrar as mudanças climáticas ao desenvolvimento de comunidades por todo o Brasil. Os projetos visam contribuir com a redução de emissão de gases de efeito estufa e, simultaneamente, gerar benefícios ambientais, sociais e financeiros à todos os envolvidos nos projetos.

O presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, o indiano Rajendra Pachauri, solicitou aos países presentes para “cooperar o mais rápido possível” com as discussões em Cancún. Dessa forma, espera-se agilidade na luta contra as alterações no clima e a adaptação a suas conseqüências inevitáveis.

Fonte: Mundo Sustentável

Entry filed under: Mudanças Climáticas. Tags: .

Fim de uma era Roraima antecipa mudanças no Código Florestal, reduz APPs e anistia desmatadores

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter

  • Você sabe por que nossos créditos de carbono são premium? Além de auxiliarmos nossos clientes a serem mais... fb.me/8iUGQ99RK 19 hours ago
  • Compartilhamos com vocês as impressões de Divaldo Rezende, vice-presidente do Instituto Ecológica, sobre a COP... fb.me/7qgdfhFFh 2 days ago
  • Nossos projetos, além de reduzirem a emissão de gases de efeito estufa, também promovem o desenvolvimento... fb.me/LeTywejZ 3 days ago
  • Destacamos alguns dados divulgados no relatório anual da Forest Trends para manter vocês atualizados sobre o... fb.me/JTuvOsjn 1 week ago
  • Separamos algumas iniciativas do Brasil, Russia, Índia, China e África do Sul que demonstram, em pequena ou... fb.me/3mqG4aCna 1 week ago

%d blogueiros gostam disto: