Meta de redução do Brasil é uma das melhores

12 \12\UTC agosto \12\UTC 2010 at 15:29 Deixe um comentário


O Brasil está entre os países mais bem avaliados em relação às suas ambições de reduzir as emissões dos gases causadores do efeito estufa. A meta de redução do Brasil, de cortar as emissões entre 36% e 39% até 2020, em relação aos níveis de 1994, foi classificada como ‘suficiente’ pela Climate Action Tracker. Os projetos de redução de emissões desenvolvidos pelas cerâmicas brasileiras ajudaram o país a atingir essa classificação e contribuem para o Brasil atingir a meta de emissões estabelecida.

O Climate Action Tracker revela as diferenças entre o nível das ambições dos países em relação à redução de emissões. Segundo a empresa, o Brasil é uma das poucas nações em desenvolvimento que possui meta de emissões, o que gera um objetivo ambicioso para reduzir as emissões por desmatamento, a principal fonte de emissões dos gases causadores do efeito estufa do Brasil. O objetivo é reduzir o desmatamento da Amazônia em 80% entre 2005 e 2020. As cerâmicas que co-desenvolvem projetos de carbono com a Sustainbale Carbon, contribuem com essa meta, já que usam biomassa renovável (caroço de açaí, bagaço de cana, casca de arroz) como combustível ao invés de lenha nativa.

A Climate Action Trakcer revela que para o país atingir o seu  compromisso dependerá de financiamente externo e que medidas em outros setores poderiam ser reforçados. O Brasil estabeleceu ações específicas para o desmatamento, agricultura e para o setor de energia.

Outros – O país mais bem avaliado pela Climate Action Tracker é as Maldivas, que propôs se tornar carbono neutro até 2020. No topo da escala, classificados como ‘suficiente’ junto com o Brasil, estão o Butão, que propôs permanecer carbono neutro e a Costa Rica, que deve se tornar carbono neutro em 2001. Também estão bem avaliados Japão, Noruega, Coreia do Sul e Papua Nova Guiné. Avaliados como médios, estão países em desenvolvimento como Índia, Indonésia, México e África do Sul.

De acordo com a Climate Action Tracker, a União Europeia é um caso especial, já que o compromisso de reduzir as emissões em 20% foi classificado com ‘inadequado’. Entretanto, a adoção de uma meta de redução de 30% colocaria a União Europeia na avaliação ‘média’, mas muito próxima da ‘suficiente’.

As metas da China foram classificadas como ‘inadequadas’, já que recentemente foram anunciados objetivos de redução abaixo do esperado. Entre o meio e a parte de baixo da escala, estão os Estados Unidos, também classificados como ‘inadequados’. Na parte de baixo da escala, estão países que ainda não apresentaram um proposta de reduzir as emissões, como Rússia e Moldávia.

Veja as avaliações no site http://www.climateactiontracker.org/

Anúncios

Entry filed under: Mudanças Climáticas.

Brasil marca presença na Tercnargilla 2010 Cerâmicas paraenses são destaque na imprensa

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 48 outros seguidores

Nosso Twitter

  • A capacidade de energia solar na Califórnia cresceu de menos de 1GW em 2007 para aproximadamente 14GW no final de... fb.me/WexItmoM 1 day ago
  • A ideia, no futuro, é poder replicar o processo natural de sequestro de carbono realizado pela natureza. Você... fb.me/2THoVbWcF 2 days ago
  • As projeções não são muito boas, mas se você arregaçar as mangas junto com a gente, podemos reverter! Conheça... fb.me/7y0bwQClK 1 week ago
  • Saiba mais sobre o Sistema de Compensação e Redução de Carbono para a Aviação Internacional e como a Sustainable... fb.me/1zuzDjksp 2 weeks ago
  • Muitos avanços e também muitos desafios! Compartilhamos com vocês todos eles. fb.me/8DRojGApV 3 weeks ago

%d blogueiros gostam disto: