Saiba mais sobre o Voluntary Carbon Standard (VCS)

29 \29\UTC abril \29\UTC 2010 at 17:00 4 comentários


As cerâmicas que reduzem as emissões dos gases causadores do efeito estufa em projetos geridos pela Carbono Sustentável (antiga Carbono Social Serviços Ambientais) geram créditos de carbono do Voluntary Carbon Standard (VCS) associado ao CARBONOSOCIAL.

O VCS foi desenvolvido pela Voluntary Carbon Standard Association (www.v-c-s.org), organização sem fins lucrativos com sede em Washington, capital federal dos Estados Unidos. Esse standard é um dos mais usados no mercado voluntário, além de ser o mais reconhecido e o mais desejado nos projetos de carbono.

O VCS é um standard robusto para medir e reconhecer os VERs (Verified Emission Reduction – Reduções de Emissões Certificadas), créditos adquiridos voluntariamente por corporações, organizações e pessoas. O VCS foi desenvolvido para ser um standard de referência nos projetos de redução de emissões, dar padronização ao mercado voluntário de carbono e criar credibilidade para os créditos, que se tornam confiáveis, negociáveis e podem ser usados pelos participantes do mercado voluntário.

A proposta do VCS é dar aos investidores e compradores confiança de que as reduções de emissões são reais; promover a transparência e a padronização do mercado voluntário; auxiliar o aumento de investimento em soluções  de baixo carbono; contribuir para o aumento da conscientização sobre mudanças climáticas; fornecer caminhos para que empresas e indivíduos acelerem a transição para um sistema energético de baixo carbono através do investimento em tecnologias que reduzam as emissões na produção e consumo de energia e em processos industriais.

O objetivo do VCS é assegurar que as reduções de emissões sejam:

Reais – Todas as  reduções de emissões que são qualificadas pelo VCS devem comprovar que já foram realizadas.

Calculáveis – Todas as reduções que são propostas para serem certificadas como VCS devem ser quantificadas por ferramentas e técnicas do standard.

Permanente – Para serem consideradas emissões os créditos devem ser permanentes, não podendo ser reversíveis. Nos projetos de geração que possuem risco de reversibilidade, medidas de prevenção deve ser colocadas em prática antes da verificação e da certificação dos créditos  para minimizar o risco de reversão e, caso isso aconteça, essas medidas garantem que os créditos serão imediatamente repostos ou compensados.

Adicional – O principal fator de genuinidade é que as reduções de emissões devem ser adicionais.

Verificação independente – Para dar as garantias necessárias aos compradores e vendedores todos os créditos devem ser verificados por uma terceira parte independente.

Anúncios

Entry filed under: Mercado de Carbono.

Acompanhe as emissões de CO2 de cada país Jornal O Globo visita cerâmicas fluminenses

4 Comentários Add your own

  • 1. Marcos Antonio Zanini  |  1 \01\UTC fevereiro \01\UTC 2011 às 10:36

    Gostaria de receber suas noticias e atualizações.
    At
    Marcos Zanini
    51- 33437475/81370308

    Responder
    • 2. Sustainable Carbon  |  1 \01\UTC fevereiro \01\UTC 2011 às 12:35

      Com certeza. Já está adicionado à nossa lista.

      Responder
  • 3. Pavel Jezek  |  31 \31\UTC julho \31\UTC 2012 às 9:56

    Por favor, confirmem se VCS é utilizado para Voluntary Carbon Standard e também Verified Carbon Standard?

    Responder
    • 4. Sustainable Carbon  |  29 \29\UTC agosto \29\UTC 2012 às 17:35

      VCS antigamente significava “Voluntary Carbon Standard,” mas em 2011 a associação que controla este padrão mudou o nome para “Verified Carbon Standard”

      Responder

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter

  • Preparamos uma análise sobre o Cerrado brasileiro, com características e desafios do Bioma. A Sustainable Carbon... fb.me/1Nu5z6Dnp 3 days ago
  • Levamos nossos novos colaboradores para o 5º período de monitoramento das cerâmicas no Rio de Janeiro. Conheça... fb.me/2KzuG3Qs0 4 days ago
  • Em Bonn, na Alemanha, não foi só o chanceler brasileiro que "alfinetou" Donald Trump. Leia mais. fb.me/3L751ilZI 5 days ago
  • O Projeto REDD Florestal Santa Maria preserva sua área de mata natural, reduz o desmatamento da Amazônia, diminui... fb.me/1blQs35aD 1 week ago
  • Você acredita que pode dar certo? Também já teve alguma ideia para reduzir o aquecimento no Ártico? fb.me/3Cct3Ym7i 1 week ago

%d blogueiros gostam disto: