Entenda como os créditos de carbono neutralizam as emissões dos gases causadores do efeito estufa

25 \25\UTC março \25\UTC 2010 at 16:14 Deixe um comentário


Divaldo Rezende, diretor executivo da CantorCO2e

Os créditos de carbono são usados para compensar as emissões dos gases causadores do efeito estufa, seja de uma empresa, pessoa ou evento. Para que a neutralização aconteça, algumas etapas precisam ser realizadas. Quem explica esse processo é o diretor executivo da CantorCO2e Brasil, Divaldo Rezende.

O primeiro passo para a neutralização é realizar um inventário de emissões. “O inventário é a coleta de informações para o cálculo das emissões de CO2 (dióxido de carbono)  de uma organização, produto ou serviço.  São considerados dados como consumo de energia, geração de resíduos, transportes, entre outros”, conta Rezende.

Feito isso, a próxima etapa é definir a estratégia de neutralização. “A definição da melhor estratégia para a compensação pode incluir projetos de redução na própria empresa, reflorestamento ou aquisição de créditos de carbono no mercado voluntário”, diz o diretor da CantorCO2e. Os créditos de carbono CARBONOSOCIAL  são comercializados no mercado voluntário.

A última fase da neutralização é chamada de validação. “Visando a assegurar mais credibilidade à  iniciativa de neutralizar as emissões perante a mídia e a sociedade civil é fundamental que o processo seja avaliado por uma terceira parte independente”, finaliza Rezende.

Após a conclusão dessas três etapas, as emissões são neutralizadas.

Anúncios

Entry filed under: Mercado de Carbono.

Desdobramentos de Copenhague estão indefinidos Entenda a diferença entre a venda de pequenas e grandes quantidades de créditos de carbono

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter

  • Preparamos uma análise sobre o Cerrado brasileiro, com características e desafios do Bioma. A Sustainable Carbon... fb.me/1Nu5z6Dnp 3 days ago
  • Levamos nossos novos colaboradores para o 5º período de monitoramento das cerâmicas no Rio de Janeiro. Conheça... fb.me/2KzuG3Qs0 4 days ago
  • Em Bonn, na Alemanha, não foi só o chanceler brasileiro que "alfinetou" Donald Trump. Leia mais. fb.me/3L751ilZI 5 days ago
  • O Projeto REDD Florestal Santa Maria preserva sua área de mata natural, reduz o desmatamento da Amazônia, diminui... fb.me/1blQs35aD 1 week ago
  • Você acredita que pode dar certo? Também já teve alguma ideia para reduzir o aquecimento no Ártico? fb.me/3Cct3Ym7i 1 week ago

%d blogueiros gostam disto: