Desdobramentos de Copenhague estão indefinidos

23 \23\UTC março \23\UTC 2010 at 15:33 Deixe um comentário


José Miguez, coordenador geral de Mudanças Globais do Clima do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ainda é difícil saber os desdobramentos da Conferência das Partes,
a COP-15, realizada em dezembro de 2009, em Copenhague (Dinamarca), pela Organização das Nações Unidas (ONU), para debater as mudanças climáticas. A afirmação é do coordenador geral de Mudanças Globais
de Clima do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), José Miguez. “Como estamos no início deste processo, é difícil saber o que vai acontecer.”

Segundo Miguez, há dois tipos de países que participam das discussões promovidas pela ONU: os grandes emissores  e os países que não contribuem com emissões, que são a maior parte dos países negociadores, da qual a maioria são nações africanas e pequenas ilhas, com nível de desenvolvimento muito pequeno.

De acordo com o coordenador do MCT, o processo de negociação está cada vez mais difícil, devido ao aumento da conscientização ambiental no mundo todo e devido aos reflexos econômicos causados pela redução de emissões. “Vai ser uma carga financeira e social muito grande. Os paíises se preocupam com isso e as posições acabam sendo muito divergentes”, diz Miguez.

Ele conta que o problema das mudanças climáticas precisa ser resolvido, já que as emissões são cumulativas. “Cerca de 20% do CO2 (dióxido de carbono) emitido permanece na atmosfera por mais de 800 anos. Disso, cerca de 8% a 10% fica mais de 200 mil anos na atmosfera. O efeito disso é exponencial, o que é muito sério.”

COP-16 – A próxima conferência da ONU para debater as mudanças climática, a COP-16, está marcada para ser realizada entre os dias 29 de novembro e 10 de dezembro de 2010, no México. A cidade sede ainda não foi escolhida, mas deve ser Cancun. Segundo o coordenador do MCT, Cancun é uma península e facilita a organização do esquema de segurança. “A segurança está cada vez maior por causa da participação dos chefes de estado.”

Entre os dias 9 e 11 de abril, ocorre em Bonn, na Alemanha, uma reunião preparatória para as discussões no México. “Vai ser uma conversa entre os 200 países para ver o que se espera da COP-16.”

Entry filed under: Mercado de Carbono. Tags: .

Os créditos de carbono e as neutralizações Entenda como os créditos de carbono neutralizam as emissões dos gases causadores do efeito estufa

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter

  • Você sabe por que nossos créditos de carbono são premium? Além de auxiliarmos nossos clientes a serem mais... fb.me/8iUGQ99RK 19 hours ago
  • Compartilhamos com vocês as impressões de Divaldo Rezende, vice-presidente do Instituto Ecológica, sobre a COP... fb.me/7qgdfhFFh 2 days ago
  • Nossos projetos, além de reduzirem a emissão de gases de efeito estufa, também promovem o desenvolvimento... fb.me/LeTywejZ 3 days ago
  • Destacamos alguns dados divulgados no relatório anual da Forest Trends para manter vocês atualizados sobre o... fb.me/JTuvOsjn 1 week ago
  • Separamos algumas iniciativas do Brasil, Russia, Índia, China e África do Sul que demonstram, em pequena ou... fb.me/3mqG4aCna 1 week ago

%d blogueiros gostam disto: