JP Morgan adquire créditos CARBONOSOCIAL

15 \15\UTC janeiro \15\UTC 2010 at 14:10 Deixe um comentário


JL Silva vendeu créditos para o JP Morgan

A divisão de energia do banco norte-americano JP Morgan, o segundo maior banco do mundo, comprou 322.042 mil toneladas créditos de carbono CARBONOSOCIAL. No mês de maio, mais toneladas de créditos de carbono serão entregues ao banco.

A instituição financeira comprou créditos das cerâmicas do Sudeste, Norte e Nordeste que usam biomassa renovável como serragem, caroço de açaí, bagaço de cana, casca de coco, entre outros, para acender e aquecer os fornos que produzem tijolos, blocos e telhas.

As cerâmicas que venderam os créditos foram:

– Assunção (CE)
– Barbosa (PA)
– Barro Forte (PE)
– Bom Jesus (PE)
– Cavalcante (PA)
– Cenol e Telha Forte (PA)
– Guaraí (RJ)
– Itabira (RJ)
– Santa Izabel (RJ)
– JL Silva (PE)
– Kamiranga (PA)
– Lara (SP)
– Menegalli (PA)
– Panorama (SP)
– Pôr do Sol (SP)
– Santorini (MG)
– Sol Nascente (SP)
– União e Dois Companheiros (SP)
– Velotex (SE)

Os créditos de carbono gerados por essas cerâmicas foram emitidos pelas certificadoras TÜV Nord e BVQI, com base no standard do VCS (Voluntary Carbon Standard). Todos os créditos vendidos foram gerados em 2008 e 2009.

Entry filed under: Cerâmicas. Tags: .

Aprovado projeto de glicerina no Mato Grosso do Sul Saiba mais sobre o JP Morgan

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter


%d blogueiros gostam disto: