Casca de arroz é alternativa de combustível

1 \01\UTC setembro \01\UTC 2009 at 17:23 Deixe um comentário


Rápida combustão e poder calorífico

A rápida combustão e o considerável poder calorífico tornam a casca de arroz uma boa opção de combustível para as cerâmicas.  A casca de arroz também tem a função ambiental, já que é uma biomassa renovável derivada de um resíduo agroindustrial, que seria levado para aterros, onde ocuparia espaço e geraria o gás metano, um dos gases do efeito estufa, muito mais prejudicial do que CO2 (dióxido de carbono).

Por se tratar de um grão, a superfície de contato dessa biomassa é maior, o que garante seu poder calorífico. A casca de arroz também apresenta fácil combustão por apresentar pouca umidade.

Como o arroz é produzido no Brasil todo, a disponibilidade dessa biomassa é alta. Porém,  nos estados  do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, Maranhão, Pará e Tocantins, onde as produções de arroz são maiores, o fornecimento é mais rápido. “Mesmo sendo mais cara vale a pena pela questão ambiental”, conta Edilberto Rocha, proprietário da Cerâmica Reunidas, de Cristalândia (TO), que aplica a metodologia do CARBONOSOCIAL e utiliza 100% de casca de arroz no abastecimento dos fornos.

De acordo com o engenheiro, Cezar Braga, para usar a casca de arroz como combustível, é necessário a construção de um galpão para armazenamento e secagem dessa biomassa.  “Também é preciso a utilização de queimadores para inserir a biomassa nos fornos. Essa máquina injeta a biomassa com oxigênio, melhorando a eficiência do processo de queima”, diz o engenheiro.

Braga conta que são necessárias 512 toneladas de arroz para sustentar uma produção de 1 milhão de peças em um forno abóboda.

Mas para adotar a casca de arroz como combustível, o ceramista tem estar atento a alguns detalhes. Essa biomassa gera um grande montante de cinzas e por ser de baixa densidade pode apresentar alto custo com frete  e perdas no transporte e utilização.

Entry filed under: Biomassas Renováveis, Casca/Palha de arroz. Tags: .

Capim-elefante traz benefícios às cerâmicas Empresa de tecnologia neutraliza emissões com créditos de carbono de cerâmica do Tocantins

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter


%d blogueiros gostam disto: