Nova reserva de argila fortalece cerâmicas de SP

6 \06\UTC agosto \06\UTC 2009 at 15:24 Deixe um comentário


Reserva vai beneficiar a Cerâmica Tapajós

As cerâmicas do oeste do Estado de São Paulo têm um novo motivo para comemorar. Foi descoberta na região a quarta maior reserva de argila do Brasil, calculada em torno de 135 milhões de toneladas, quantidade suficiente para abastecer as indústrias cerâmicas do Arranjo Produtivo
Local (APL) da região por 85 anos para a fabricação de blocos, lajes e telhas.

A descoberta da reserva vai fortalecer ainda mais a produção das cerâmicas Tapajós, Lucevans, Irmãos Fredi, Luara, Sol Nascente, Nascente, Por do Sol, União, 2 Companheiros e Panorama, que aplicam a metodologia do CARBONOSOCIAL. Com o abastecimento garantido, as empresas terão mais tempo para desenvolverem atividades sustentáveis.

Com a aplicação dessa metodologia essas cerâmicas já se destacam na região por gerarem créditos de carbono através do uso de biomassa renovável, geralmente serragem, como combustível para os fornos. O reconhecimento é evidente, já que a Irmãos Fredi vendeu seus créditos para a rede de roupas Osklen, a Lucevans foi eleita pelo Sebrae uma empresa inovadora e a Luara venceu o prêmio de Mérito Ambiental da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

E a qualidade dos produtos também será beneficiada. Isso porque a matéria-prima encontrada na reserva possui grande espessura da camada de minério e pequena espessura da camada de solo que cobre o minério, o que a torna muito atrativa para as minas produtoras de argila para a indústria cerâmica.

Entenda a reserva A nova reserva está dividida em dois campos localizados nos municípios de Castilho e Presidente Epitácio. Os próximos passos serão o licenciamento ambiental das áreas pela Secretaria do Meio Ambiente e a concessão dos direitos de extração pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

Foram realizados 186 furos de sondagem na área de Castilho e outros 119 na área de Presidente Epitácio, além de análises para medir o tamanho dos grãos, ensaios cerâmicos, análises químicas e de raio-X.

A maior reserva do País está em Vilha Velha (ES), com 324,5 milhões de toneladas, seguida por Casa Branca e Rio Claro, em São Paulo, com 182,5 e 163,5 milhões de toneladas, respectivamente.

Clique aqui para ver as fotos das cerâmicas da região

Entry filed under: Cerâmicas, São Paulo. Tags: .

Cerâmicas do Amazonas se preparam para implementar projetos de carbono Carbono Sustentável entrega certificados em Belém

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Inscreva-se para receber notificações de novos artigos por email!

Junte-se a 47 outros seguidores

Nosso Facebook

Nosso Twitter


%d blogueiros gostam disto: